hare krishna hare krishna krishna krishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare

 

Todas as Glórias a Sri Guru e Sri Gauranga

Nitai Gaura Hari Bol

 

 

 

 

Todas as Glórias a Sri Guru e Sri Gauranga

Nitai Gaura Hari Bol

 

ito nrsimhah parato nrsimho
yato yato yami tato nrsimhah
bahir nrsimho hrdaye nrsimho
nrsimham adim saranam prapadye

itah – aqui; nrsimhah – Senhor Nrisimha; yatah yatah ; em qualquer lugar; yami – eu vou; tatah – lá; nrsimhah - Senhor Nrisimha; bahir – externamente; nrsimhah - Senhor Nrisimha; hrdaye – no coração; nrsimham - Senhor Nrisimha; adim – a origem; saranam – o refúgio supremo; prapadye – eu me rendo.

"O Senhor Nrisimha está lá, o Senhor Nrisimha está aqui. Aonde quer que eu vá, o Senhor Nrisimha reside. Ele está dentro de nossos corações bem como fora também. Eu me rendo ao Senhor Nrisimha, a origem e o refúgio supremo de tudo".

(Sri Sri Prapanna-jivanamrtam - 7.9)

 

 

Srimad Bhagavatam, Canto Cinco, Capítulo Dezoito

"As preces ofertadas ao Senhor pelos habitantes de Jambudvipa"

Verso 8
om namo bhagavate narasimhaya namas tejas-tejase avir-avirbhava vajra-nakha vajra-damstra karmasayan randhaya randhaya tamo grasa grasa om svaha; abhayam abhayam atmani bhuyistha om ksraum.

Sinônimos
om--Ó Senhor; namah--minhas respeitosas reverências; bhagavate--à Suprema Personalidade de Deus; nara-simhaya--conhecida como Senhor Nrsimha; namah--reverências; tejah-tejase--o poder de todo poder; avih-avirbhava--por favor, manifeste-Se plenamente; vajra-nakha--Ó Senhor que possui garras como raios; vajra-damstra-- Ó Senhor que possui presas como raios; karma-asayan--desejos demoníacos de ser feliz em atividades materiais; randhaya randhaya--aniquile bondosamente; tamah--ignorância do mundo material; grasa--expulse bondosamente; grasa-- expulse bondosamente; om--Ó meu Senhor; svaha--respeitosas oblações; abhayam--destemor; abhayam--destemor; atmani--em minha mente; bhuyisthah--que o Senhor apareça; om--Ó Senhor; ksraum--a bija, ou semente, dos mantras que oferecem preces ao Senhor Nrsimha.

Tradução
"Presto minhas respeitosas reverências ao Senhor Nrsimhadeva, a fonte de todo poder. Ó meu Senhor que possui garras e presas como raios, bondosamente aniquile nossos desejos demoníacos por atividades lucrativas neste mundo material. Por favor, apareça em nossos corações e expulse nossa ignorância para que por Sua misericórdia possamos ser destemidos na luta pela existência neste mundo material".

Significado
Sanat-kumara diz as seguintes palavras a Maharaja Prthu no Srimad-Bhagavatam (4.22.39):

yat-pada-pankaja-palasa-vilasa-bhaktya
karmasayam grathitam udgrathayanti santah
tadvan na rikta-matayo yatayo 'pi ruddha-
srotoganas tam aranam bhaja vasudevam

"Devotos sempre ocupados no serviço aos dedos dos pés de lótus do Senhor podem se livrar facilmente dos nós apertados provocados pelos desejos por atividades lucrativas. Porque isso é muito difícil, os não devotos, jñanis e yogis não conseguem parar as ondas do prazer sensual, apesar de tentarem isso. Portanto, aconselho você a se ocupar no serviço amoroso em devoção a Krishna, o filho de Vasudeva".

Todo ser vivo neste mundo material tem o desejo intenso de aproveitar a matéria até a satisfação plena. Por este motivo, o ser condicionado tem que aceitar um corpo depois do outro, e assim continuam seus fortes desejos lucrativos enraizados. Ninguém consegue parar a repetição de nascimentos e mortes sem estar plenamente sem desejos. Assim, Srila Rupa Gosvami descreve Bhakti pura (serviço devocional):

anyabhilasita-sunyam
jnana-karmady-anavrtam
anukulyena krsnanu-
silanam bhaktir uttama

"Deve-se prestar serviço devocional transcendental ao Supremo Senhor Krishna favoravelmente, e sem desejo por ganho ou lucro material com atividades lucrativas ou especulação filosófica. Isto se chama serviço devocional puro". A menos que a pessoa esteja plenamente livre dos desejos materiais, que são causados pela densa escuridão da ignorância, não é possível se ocupar plenamente em serviço devocional ao Senhor. Por isso, devemos sempre oferecer nossas preces ao Senhor Nrsimhadeva, que matou Hiranyakasipu, a personificação do desejo material. Hiranya quer dizer "ouro" e kasipu, "colchão macio, ou cama". Pessoas materialistas sempre desejam deixar o corpo confortável, e precisam de grandes quantidades de ouro para tal. Assim, Hiranyakasipu é o perfeito representante da vida materialista. Por isso, ele era causa de grande perturbação para o devoto mais exaltado, Prahlada Maharaja, até o Senhor Nrsimhadeva matá-lo. Qualquer devoto que deseja se livrar dos desejos materiais deve oferecer preces com respeito a Nrsimhadeva, como Prahlada Maharaja faz neste verso.

 

 

Sri Chaitanya-charitamrita - Antya-lila, Capítulo 16

"O Senhor Chaitanya saboreia néctar"

 

VERSO 40

Todos os dias, o Senhor Sri Chaitanya Mahaprabhu visitava regularmente o templo de Jagannatha, e, nessas ocasiões, Govinda, Seu servo pessoal, costumava ir com Ele, e carregava Seu pote de água.

VERSO 41

No lado norte do Simha-dwara, atrás da porta, têm vinte e dois degraus que levam ao templo, e tem uma vala na base desses degraus.

VERSO 42

Sri Chaitanya Mahaprabhu lavava Seus pés nessa vala, e em seguida entrava no templo para ver o Senhor Jagannatha.

VERSO 43

Sri Chaitanya Mahaprabhu dera ordem expressa a Seu servo pessoal, Govinda, para que ninguém tomasse a água que lavou Seus pés.

VERSO 44

Devido à ordem expressa do Senhor, nenhum ser vivo poderia tomar a água. No entanto, valendo-se de alguns artifícios, alguns de Seus devotos íntimos a bebiam.

VERSO 45

Certo dia, enquanto Sri Chaitanya Mahaprabhu lavava Seus pés nesse lugar, Kalidasa veio e estendeu as palmas de suas mãos para apanhar a água.

VERSO 46

Kalidasa bebeu um pouco, depois mais um e mais um. Foi então que Sri Chaitanya Mahaprabhu o proibiu de beber mais.

VERSO 47

"Nunca mais faça isso. Satisfiz seus desejos na medida do possível".

VERSO 48

Sri Chaitanya Mahaprabhu é a elevadíssima e onisciente Suprema Personalidade de Deus, e, portanto, sabia que Kalidasa, no mais íntimo de seu coração, tinha fé plena nos Vaisnavas.

VERSO 49

Por causa dessa qualidade, Sri Chaitanya Mahaprabhu o satisfez com a misericórdia que nenhuma outra pessoa pôde alcançar.

VERSO 50

No lado sul, atrás e acima dos vinte e dois degraus, há uma Deidade do Senhor Nrisimhadeva. Quem sobe os degraus em direção ao templo, vê a Deidade à sua esquerda.

VERSO 51

Sri Chaitanya Mahaprabhu, com Seu lado esquerdo voltado para a Deidade, prestou reverências ao Senhor Nrisimha quando seguia em direção ao templo. Enquanto prestava reverências, recitou os seguintes versos várias vezes:

VERSO 52

namas te nara-simhaya
prahladahlada-dayine
hiranyakasipor vaksah-
sila-tanka-nakhalaye

"Presto Minhas respeitosas reverências a Você, Senhor Nrisimhadeva. Você que satisfaz Prahlada Maharaj, e Suas garras dilaceram o tórax de Hiranyakashipu assim como uma talhadeira corta a pedra".

Significado: Este e o verso seguinte são citações do Nrisimha Purana.

VERSO 53

ito nrsimhah parato nrsimho
yato yato yami tato nrsimhah
bahir nrsimho hrdaye nrsimho
nrsimham adim saranam prapadye

"O Senhor Nrisimhadeva está aqui, e também ali. Aonde quer que Eu vá, vejo o Senhor Nrisimhadeva. Ele está fora e também dentro do Meu coração. Portanto, Eu Me rendo ao Senhor Nrisimhadeva, a Suprema Personalidade de Deus original".

VERSO 54

Após prestar reverências ao Senhor Nrisimhadeva, Sri Chaitanya Mahaprabhu visitou o templo do Senhor Jagannatha, depois voltou para Sua residência, e concluiu Seus deveres do meio-dia para almoçar.

VERSO 55

Kalidasa estava do lado de fora na porta, e esperava os restos da comida de Sri Chaitanya Mahaprabhu. Ao ver isso, Mahaprabhu fez um sinal para Govinda.

VERSO 56

Govinda compreendeu o sinal de Sri Chaitanya Mahaprabhu. Assim, imediatamente entregou a Kalidasa os restos da comida de Sri Chaitanya Mahaprabhu.

 

 

 

 

Índice do Bhagavad-gita

Índice de Livros

Desde 18/julho/2000

(Última Edição: 21-mai-2016 )

home

+Visvavandya Dasa As glórias do Senhor Nrisimhadeva