hare krishna hare krishna krishna krishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare

Todas as Glórias a Sri Guru e Sri Gauranga

Nitai Gaura Hari Bol

 

Todas as Glórias a Sri Guru e Sri Gauranga

Nitai Gaura Hari Bol

 

Néctar de Srila Bhaktivinoda Thakur

(pela Divina Graça de Srila Prabhupada)

 

Srila Bhaktivinoda Pranati

namo bhaktivinodaya sac-cid-ananda-namine
gaura-sakti-svarupaya rupanuga-varaya te

Presto minhas respeitosas reverências a Saccidananda Bhaktivinoda, que é energia transcendental de Chaitanya Mahaprabhu. Ele é um venerável seguidor dos Goswamis liderados por Srila Rupa.

 

-.-

 

Jaya Jaya Krishnanusandhana

Nitai Gaura Hari Bol

Jaya Jaya Prabhupadas

Néctar de Srila Bhaktivinoda Thakura Prabhupada

sobre o Lila de Sri Krishna

Extraído do Sri Chaitanya Shikshamritam
(Capítulo 5 - " Objetivo de Pessoas no Estágio Ascendente de Prema")

...

Na descrição do Chit-Dhama, está afirmado que não há nenhum Raja-Guna, nenhum Tama-Guna e nenhum Sattva-Guna misturado. Não há influência, ou limitação, do tempo. Não há nenhuma influência ou poder de Maya. Assim é a residência eterna de Sri Krishna e Suas consortes. Mas como é isso? Agora nós sabemos que Krishna-Dhama, apesar de estar situado acima de Brahma-Dhama, é a base do Astakaliya-Lila. Portanto, há indubitavelmente uma distinção de tempo e espaço. Que espantoso é isso! Encontramos nos escritos dos Vedas e Puranas que tudo o que existe no mundo mundano também existe em Vaikuntha em uma forma purificada. A verdade principal sobre isso é que este mundo é um reflexo pervertido do Chit-Jagat. Tudo aqui foi corrompido por Maya. Porque não tem nenhum toque de Maya e seus três Gunas aliados, tudo lá é pleno de bem-aventurança, e pleno de Sattva puro. O tempo também é assim. Krishna-Lila é transcendental e livre dos três Gunas de Maya. Por isso, chama-se Nirguna. Para a nutrição de Krishna-Lila, tudo de lá é perfeito, Tempo e Espaço, céu, água etc., tudo é ingrediente de Seu Lila. Assim, nesse Tempo Chinmoy onisciente, (onde não há nenhum poder do tempo mundano) acontece o Astakaliya-Lila. O dia e a noite se dividem em oito partes cada, i.e. fim da noite, manhã, antes do meio-dia, meio-dia, depois do meio-dia , tarde, crepúsculo e noite e todos contribuem para a nutrição do Krishna-Lila integral e indivisível, conforme a aptidão dos diferentes Rasas.

O Lila que surgiu em Bhouma-Vrindavana, pelo Desejo Eterno de Krishna, também existe eternamente e de forma similar na Goloka-Vrindavana Transcendental (Aprakat-Dhama). O Padma Purana descreve que Sri Narada Goswami pediu ao Senhor Sadashiva: "Ó Prabhu! Eu já ouvi de você tudo o que eu queria saber. Agora, quero saber qual é o mais elevado e melhor curso de Bhava (i.e. caminho das emoções e sentimentos eróticos)"? Sri Mahadeva respondeu: "Ó Narada! Servos de Krishna, Seus amigos e companheiros, Seus pais, Suas amantes queridas são todos eternos e possuem as mesmas qualidades de Krishna. Tudo que foi citado nos Puranas também existe no ciclo do Tempo Eterno em Bhouma-Vrindavana. Indo e vindo pelas florestas, indo aos campos de pastagem com Seus amigos e companheiros etc., é tudo do mesmo tipo. Os trabalhos de matança de demônios que vemos no Bhouma-Jagat existem no Aprakat-Dhama como uma mera vaidade, e é para a nutrição de Rasa. Essa vaidade se revela no Prakat-Lila como trabalho de destruição de demônios. Suas meninas queridas dão prazer a Krishna, possuem a vaidade de Parakiya, i.e. amam Krishna como seu 'Amante'. Você que, vai servir Krishna devotado a elas, tem que possuir a vaidade que também as qualifica da mesma forma. Você vai entender isso lendo os Slokas contidos nos Puranas". Sri Narada disse: "Como é então que aqueles que não viram ou sentiram o Aprakat-Lila prestem serviço a Krishna da mesma forma"? Sri Sadashiva respondeu: "A verdade é que não conheço essa verdade. Minha vaidade por masculinidade impede o caminho. Se você for até Vrinda Devi, ela pode lhe dizer. Ela mora perto de Keshi-Tirtha, acompanhada de suas companheiras que são todas atendentes femininas de Sri Krishna". Narada foi até ela e perguntou: "Ó Deusa! Se achar que sou digno, conte-me sobre a conduta de Krishna".

Essa conversa serve como guia para os devotos sobre como e de que forma devem conduzir seu Bhajan diário etc..

Não é adequado dar a descrição do Astakaliya-Lila de Sri Radha-Krishna por escrito pois pode não causar a consideração na mente de todos os leitores. Eles devem ler portanto os Slokas contidos no Padma Purana, Patal-Khanda. Esses Slokas são simples e precisos, e facilmente entendidos. Por esses motivos, a descrição detalhada desses Lilas esotéricos não é dada aqui.

Nem todos estão autorizados a lerem o Lila diário transcendental de Sri Radha-Krishna. Ele é extremamente maravilhoso e misterioso, e deve ser mantido em segredo cuidadosamente. Portanto, aqueles que não estão autorizados, não devem ter permissão para ouvir. Enquanto o Jiva estiver cativo na matéria grosseira, seu coração não está limpo, e ele não tem atração por Raga-Marga, a descrição do Lila amoroso deve ser mantida em segredo para ele. Enquanto a natureza transcendental desse Lila de Nama, Rupa e Guna, i.e. sua característica sensível pura não surge no coração, o Jiva que está nesse ponto não obtém nenhum direito para ouvir esse Lila. Além do mais, aqueles que não estão qualificados, se lerem, vão considerar esse Lila puro como o de Maya, e vão pensar em suas mentes como luxúria grosseira entre machos e fêmeas, e assim vão causar a sua própria destruição. Os leitores devem portanto tomar cuidado, e se puderem transformar sua existência material grosseira espiritualmente pela influência do Sringara-Rasa transcendental como Sri Narada, então vão poder entrar nesse Lila, senão vão surgir discussões de Maya e escurecerão seus corações. Mas aqueles que obtiveram a elegibilidade vão sempre ler esse Lila e se absorver na sua doçura. Ele erradica todos os pecados e produz o sentimento transcendental. Apesar desse Lila parecer como humano, ele é todo poderoso e conduz ao benefício espiritual, maravilhoso e encantador para as pessoas elegíveis. O sumário desse Lila que foi escrito pelos Goswamis deve ser sempre lembrado pelos devotos sinceros, e por isso que foi registrado. Sri Govinda Lilamritam e muitos desses Rasa-Granthas foram compilados com a descrição desse Lila. As pessoas elegíveis obterão a beatitude do Bhajan por lerem esses livros. Com a compreensão plena de Sringara-Rasa etc., que foi discutido no capítulo sete deste livro, os devotos que seguem Raga-Marga meditam na doçura desse Lila esotérico diariamente e pensam em seu próprio serviço como participante desse Lila. Esse é o Bhajan diário deles. Nosso Senhor nos instruiu para decidirmos bem sobre esse Lila e cantar sempre a estrofe final do Rasa Pañchadhyayi, i.e. contém cinco capítulos do Rasa-Lila:

bikriditam braja vadhuviridancha vishno
sraddhanvitonu srinuadatha barnayeth ya
bhaktim param bhagavati pratilabhya kamam
hridrogamashuapahinothy achirena dhirah

A conduta de Sri Krishna é de dois tipos, eterna e ocasional. Em Goloka, a conduta eterna e o Astakaliya-Lila existem o tempo todo. Em Bhouma-Vrindavana o Astakaliya-Lila está misturado com o Lila ocasional. Sair de Vraja e voltar, e matar Asuras são Lila ocasional. Esse trabalho é inevitável para o aspirante enquanto viver no mundo material. O Lila ocasional existe em Goloka de forma negativa. Só neste mundo que é exibido praticamente. Para os aspirantes, os Lilas ocasionais que são adversos ao Lila eterno foram refletidos para a instrução dos devotos, os aspirantes se apóiam nesses Lilas para destruir seus próprios males.

Os Lilas ocasionais são: (1) Matança de Putana [nome de uma demônia, não tem nada a ver com o termo em português]. Putana é o Guru enganador, que ensina prazer e salvação. Assim, os Sadhus astutos que são chegados a isso, representam Putana-Tattva. Para dar misericórdia a Seus devotos puros, o bebê Krishna mata Putana para salvaguardar o sentimento recém-nascido em seus corações.

(2) Sakat-Bhajan (quebra do carro). Representa carga pesada, que surge de velhos e novos maus hábitos, letargia e vaidade. O sentimento do bebê Krishna remove esse mal por quebrar Sakat (carro de mão).

(3) Matança de Trinavarta. Demonstra a presunção pedante, i.e. vangloriar-se por educação, que resulta em má argumentação, raciocínio seco, lógica seca e companhia de pessoas chegadas a esses males, dos quais surgem opiniões diabólicas. O sentimento do bebê Krishna, aflito devido à humildade de Seus devotos, mata Trinavarta e remove o tormento que atrapalha o Bhajan deles.

(4) Yamalarjuna-Bhajan (derrubada das árvores Arjuna gêmeas). O orgulho e a arrogância, que surgem do nascimento e riqueza aristocráticos, produz o ódio em relação aos seres, corrupção e alcoolismo, que por sua vez causa a língua solta, crueldade devido à indelicadeza e sem-vergonhice. Krishna com Sua misericórdia derruba a árvore desse mal.

(5) Matança de Vatsasura. Atividades maléficas feitas por avareza, que se originam da mentalidade infantilizada que é guiada por outros, é um mal que se chama Vatsasura. Krishna, por ser muito misericordioso, destrói isso.

(6) Bakasura-Vadha (matança de Bakasura). Esperteza, astúcia, hipocrisia e comportamento falso representam Bakasura. A devoção pura a Krishna não pode surgir sem destruir isso.

(7) Aghasura-Vadha (matança de Aghasura). Representa a remoção da mentalidade pecaminosa. Violência a outros seres e causar problemas para outros devido ao ódio, malícia etc.. Esta é uma das ofensas contra Nama.

(8) Brahma-Mohan (encantamento de Brahma). Ceticismo que surge do cultivo de Karma e Jñana etc., e redução da doçura do amor à luz da majestade. Esta também é uma ofensa que deve ser evitada.

(9) Dhenuka-Vadha (matança de Dhenuka). Intelecto grosseiro, falta de conhecimento puro e ignorância sobre Tattva devido à idiotice. Contradição do Swarupa-Jñana (auto-conhecimento).

(10) Kaliya-Daman (conquista da serpente Kaliya). Remoção da vaidade, da malícia, fazer mal a outros, perversidade e indelicadeza.

(11) Dabagni-Vinasha (extinção do incêndio ou fogo na selva). Luta contra a opinião de outros, ódio íntimo contra outra comunidade, desrespeito aos deuses adorados por outros, batalha ou qualquer tipo de conflito e choque. Evite tudo isso.

(12) Pralamba-Vadha (matança de Pralamba). Remoção da libertinagem, proveito, adoração e honra pessoais.

(13) Davanal-Pan (devorando Davanal ou o incêndio). Causar perturbações à religião e às pessoas religiosas por meio da propagação do ateísmo. Isso deve ser evitado.

(14) Yagnika-Bipra (sacrifícios das esposas dos Brahmanas). Indiferença a Krishna devido ao orgulho do Varnasharma-Dharma. Deve ser evitado.

(15) Indrapuja-Varana (proibição da adoração a Indra). Representa o abandono da idéia de vários deuses e a remoção do conceito "eu sou Brahman".

(16) Liberação de Nanda de Varuni. Remoção da idéia de que a beatitude do Bhajan vem de beber vinho.

(17) Salvamento de Nanda das presas da serpente. Restauração da verdade devocional, que foi engolida pelos Mayavadis, e o abandono da companhia deles.

(18) Matança de Sankhachud e o corte da jóia de seu coque. Evitar a cobiça por nome e fama, e o desejo mórbido pela companhia do sexo oposto.

(19) Matança de Aristasura. Negligenciar Bhakti por causa do deslumbramento e pompa das religiões enganosas, que a destroem.

(20) Keshi-Vadha (matança de Keshi). Destruição da vaidade de que "eu sou um grande devoto e preceptor", e orgulho por causa de riqueza e conquistas mundanas.

(21) Matança de Vyomasura. Abandono da companhia de devotos enganadores, ladrões etc..

Devemos considerar o item (11) Dabagni-Vinasha e o item (13) Davanal-Pan iguais, assim o número de males é 20.

O capítulo oito do Sri Krishna Samhita cita, do 13º Sloka até o fim, dezoito obstáculos a Vraja-Bhajan. Se acrescentarmos a derrubada de Yamalarjuna e a vaidade dos Brahmanas que executam sacrifícios, somará 20 obstáculos. Todos eles são Tattvas adversos a Vraja-Bhajan. O aspirante devotado a Nama-Bhajan, desde o começo, deve implorar alto ao Todo-poderoso Senhor Hari, e sempre suplicar para que Ele remova esses males. Se fizer assim, seu coração vai se purificar. Se o devoto implorar com o máximo de humildade e súplica a Hari, para expulsar dos domínios do coração a perturbação desses Asuras que Krishna destruiu, Hari em pessoa vai remover todos esses males. Mas ele terá que remover por conta própria os problemas causados pelos Asuras que foram mortos pelo Senhor Baladeva. Assim é o mistério de Vraja-Bhajan. Dhenukasura é o mal da sobrecarga de preconceito e superstição. Pralamba é o mal da libertinagem, proveito, honra e aspiração por fins egoístas. O aspirante vai remover esses males por meio de seu próprio cuidado e esforço, e com a misericórdia de Krishna. Perda do conhecimento sobre o Swarupa do eu, Swarupa de Nama e a relação com o Swarupa da Deidade adorável, ignorância e Avidya constituem Dhenukasura. O aspirante com o maior cuidado e esforço deve remover esse mal, e restaurar o conhecimento sobre seu eu. Lascívia [sensualidade] masculina ou feminina, avareza por riqueza, esforço para obter prosperidade material, incremento da própria honra, fama ou reputação etc. são males muito perniciosos, e com o conhecimento de que são fortes empecilhos a Nama-Bhajan, o aspirante, com o máximo de cuidado e esforço, deve removê-los. Se a humildade se tornar muito profunda e intensa, Krishna vai ser misericordioso. Nesse caso, o sentimento de Baladeva vai surgir na mente, e tudo isso vai ser destruído rapidamente. Então, o cultivo favorável e perfeito de Bhajan vai melhorar gradualmente. Este processo é naturalmente muito secreto e deve ser aprendido de um bom preceptor com mente clara.

[N.T.: A primeira Edição do Sri Chaitanya Shikshamritam de Srila Bhaktivinoda Thakura Prabhupada foi em 1886].

 

-.-

 

Leia o Sri Chaitanya Shikshamritam
do nosso amado tataravô divino
Srila Bhaktivinoda Thakura Prabhupada

 

Grande abraço a todos

Versão em Português
(Visvavandya Dasa)
São Paulo, domingo, 4 de janeiro de 2015

 

Jaya Jaya Prabhupada! Jaya Jaya Guru Maharaj Prabhupada!

 

Nitai Gaura Hari Bol

Pela Divina Graça de Srila Prabhupada e Srila Guru Maharaj Prabhupada

 

 

 

-.-

 

Param Vijayate Sri Krsna Sankirtanam!

 

-.-

 

Índice do Bhagavad-gita

Índice de Livros

Desde 18/julho/2000

(Última Edição: 21-mai-2016 )

home

+Visvavandya Dasa "Prefácio e Introdução do Bhagavatam"